MONITORAMENTO COM DRONE

Com os avanços atuais na tecnologia de plataformas aéreas, já é possível utilizar drones para as mais diversas soluções, com fornecimento de informações em tempo real sobre situações de segurança e emergência, coleta de informações, conscientização situacional abrangente e tomada de decisões mais precisas.

As operações industriais enfrentam ameaças constantes de segurança e proteção, que exigem soluções de respostas rápidas, e que proporcionem segurança nas operações e nos mais variados locais.

Monitoramento com drones

DRONE PARA MONITORAMENTO x MÉTODOS DE SEGURANÇA TRADICIONAIS

Os métodos tradicionais de segurança e monitoramento – como câmeras de segurança fixas – simplesmente não podem ser comparados à segurança do drone, especialmente em termos de risco. Embora a vigilância aérea possa ser realizada com um helicóptero, isso pode ser extremamente caro.

As câmeras de vigilância fixas exigem que os responsáveis pela segurança conduzam investigações no local. Isso pode desperdiçar um tempo valioso e colocar as pessoas que responderam em situações perigosas.

O drone pode ser usado para investigar ameaças do céu e pode ser usado pelas equipes de vigilância para avaliar situações críticas e ajudá-las a tomar as melhores decisões, além de poder avaliar uma situação muito mais rapidamente do que os respondentes a pé.

Como estão sendo utilizados os drones para monitoramento de segurança?

As demandas mais recentes abordam a segurança de sites industriais, estacionamentos de hipermercados, monitoramento em eventos (Rock In Rio 2017, Olimpíada Rio de Janeiro – 2016), vigilância em grandes áreas agrícolas, pátios de transportadoras, condomínios, entre outros.

Em comum estas demandas normalmente trazem questões como redução de custo de mão-de-obra (substituir vigilantes por drones, motocicletas e carros), maior eficiência nas rondas e até mesmo evitar o confronto direto entre a equipe de segurança e criminosos. Vale lembrar que preservar vidas é um dos benefícios mais expressivos dos drones para monitoramento de segurança.

O uso de drones para monitoramento é benéfico para muitos setores e aplicações, como:

Os drones serão fundamentais em diversas atuações, oferecem máxima segurança de operação e capturam imagens difíceis de obter para avaliar áreas de risco, em especial, durante os períodos de chuva e possibilidade de escorregamento.

Empresas de diversos setores reconhecem a vantagem da segurança e vigilância de drones em termos de resposta rápida e economia de custos. À medida que a tecnologia de drones continua avançando, organizações privadas e governamentais continuarão implementando a tecnologia drone em operações de segurança e vigilância.

Drone para Vigilância

Serviço de monitoramento de perímetro com drone:

DJI MATRICE 350 RTK

De construção robusta, o DJI Matrice 350 RTK apresenta propulsão poderosa, classificação de proteção aprimorada e excelente desempenho de voo.

DJI MATRICE 30

O DJI Matrice 30 têm câmeras amplas, com zoom e termográfica no Matrice 30T e um sensor telemétrico, que juntos podem capturar os dados aéreos.

DJI MATRICE 300 RTK

O DJI Matrice 300 RTK se adaptar facilmente as mais diversas aplicações profissionais, especialmente, inspeções aéreas em áreas restritas e remotas.

MONITORAMENTO DE LAVOURAS

O mercado traz novas tecnologias de ponta para o monitoramento de lavouras, que são o uso de sensores multi e hiperespectrais, onde é possível enxergar melhor os detalhes das plantas.

De maneira simples, os sensores multi e hiperespectrais são câmeras que enxergam um pouco mais que a câmera comum. A multiespectral é uma câmera que enxerga no infra vermelho e pode aplicar um diagnóstico para o produtor. Um exemplo do que essa tecnologia é capaz de fazer, é mostrar como está a parte nutricional da planta.

Já com o sensor hiperespectral é possível detectar detalhes como pragas, doenças e até a parte de alteração metabólica da planta, logo no início da infestação.

Sentera Sensor Multiespectral
Imagem Termal Drone Publicidade com drone imagem aerea cidade

Através das imagens coletadas com auxílio do drone e com o uso de técnicas de geoprocessamento, podem ser gerados mapas topográficos visando a criação de modelos de irrigação e drenagem, índice de área foliar, nível de infestação de pragas, bem como deficiências nutricionais. Em função da diversidade de situações existentes na agricultura, as imagens coletadas em um período de tempo relativamente curto permitem um processamento mais rápido, antecipando o diagnóstico, a tomada de decisão e as intervenções no manejo da cultura.

Para a realização de análises e diagnósticos mais complexos, a simples coleta de imagens das áreas de cultivo não nos permite fazer inferências mais precisas, sendo que, para isso, são necessárias imagens no espectro visível e infravermelho. Após a coleta de várias imagens é necessário a geração de um mosaico, obtendo-se uma imagem de toda área considerada objeto do estudo, a qual pretende-se analisar em uma etapa posterior. Com a utilização de diferentes espectros e de cálculos simples, podem-se obter parâmetros mais confiáveis como o NDVI (Índice de Vegetação por Diferença Normalizado) e o NDWI (Índice de Água por Diferença Normalizada). O NDVI permite diferenciar com maior clareza o nível de clorofila das plantas, sendo que, por exemplo, áreas com ataque de insetos ou doenças serão facilmente destacadas nas imagens.

Precisa de ajuda?
Escanear o código